Central de Notícias

ARTIGOS

2019 – Ano de Muitos Concursos

19/12/2018 - Marcelo Greger

Olhando para o título desse artigo, você pode pensar assim: “mas como pode, com todo esse discurso de corte de despesas que estou ouvindo na mídia?” Então eu vou procurar explicar porque eu acredito que teremos muitas oportunidades de ingresso no serviço público, ainda em 2019.

Aposentadorias – dois fatores importantes que estão motivando milhares de servidores que já completaram tempo de serviço a se aposentar. A expectativa de uma reforma da previdência, que pode colocar em risco alguns direitos já adquiridos, como por exemplo, o estabelecimento de um “pedágio”, aumentando o tempo de serviço necessário, ou mesmo a idade mínima para se aposentar, está levando muita gente a antecipar seus planos. Outro fator é a limitação de verbas extra-teto, prevista também para votação em breve, e que em muitos casos, reduz a vantagem remuneratória de manter-se na ativa. Isso está acontecendo na União, estados e municípios, nos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Mesmo que pensemos em ganho de eficiência e melhoria de gestão, prometida pelos novos governos, grande parte desses servidores precisa ser reposta, para garantir a continuidade dos serviços públicos pelos quais são responsáveis. Alguns artigos confirmam essa tendência, que, inclusive, não é recente:

Artigo 1      Artigo 2

Segurança pública e fiscalização – os anseios da população por melhoria na segurança e combate à corrupção foram muito explorados na última eleição, e resultaram na eleição, além do presidente, de vários governadores que levantaram essa bandeira (SP e RJ especialmente). A indicação de Sérgio Moro para o (super) Ministério da Justiça e Segurança Pública, aponta para grandes investimentos a serem feitos nessa área, especialmente no que diz respeito à estruturação de polícias, forças tarefas em fronteiras, administração penitenciária e fiscalização tributária, que é um dos caminhos mais importantes de deter a lavagem de dinheiro ligada ao tráfico de drogas e outras atividades ilícitas. Para a execução desse projeto, especialmente nas esferas federal e estadual, tenho a expectativa de que será necessária a realização de vários concursos para estruturar órgãos como a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícias Civil e Militar dos estados. Se pensarmos que a fronteira seca do Brasil com Paraguai e Bolívia, tem sido apontada como a grande porta de entrada de drogas e armas, alimentando as facções do crime organizado, o combate efetivo a essa situação dependerá da alocação de muitos servidores nas áreas de fronteira, que hoje, sabemos, estão muito pouco servidas por todos os órgãos que citei.

Reforma tributária e ajuste fiscal – todas as discussões a respeito desses dois temas têm incluído o aumento de arrecadação pela redução de sonegação, e o estabelecimento de maior autonomia aos estados e municípios, na revisão do pacto federativo. Isso deve flexibilizar os limites de despesas com pessoal dentro dos orçamentos de cada ente federativo, criando espaço para a reposição de vagas. Some-se a isso uma tendência clara apontada pelos novos governantes, na indicação de técnicos para compor o primeiro escalão, em detrimento de indicações puramente  políticas, o que, em minha opinião, aumenta a importância e a demanda de servidores concursados, reduzindo o montante de cargos em comissão.

Bem, feitas essas análises, com a perspectiva clara de poder disputar as muitas vagas que serão oferecidas, você não acha que é o momento de turbinar seus estudos? A cada dia que você adia essa decisão, vai perdendo espaço para concorrentes que já estão focados, estudando ANTES de publicados os editais, e ganhando clara vantagem competitiva nessa busca.

Então não fique para trás, será um privilégio participar da sua conquista, através do método que mais tem aprovações de alunos nas primeiras posições.