Central de Notícias

ARTIGOS

Como fazer a migração para PRF após a prova da Polícia Federal?

03/10/2018 - Roberto Wanderley

Olá, pessoal.
Passada a prova da Polícia Federal muitos alunos irão voltar toda sua artilharia para PRF. Então, surge a seguinte dúvida: como fazer essa migração de forma eficiente?
Essa é uma questão de extrema relevância, uma vez que uma migração bem executada pode significar uma vantagem competitiva.
Você deseja saber quais os pontos importantes para essa migração?
Você é um desses alunos que fez o concurso da PF e fará PRF?
Você quer entender como fazer essa migração? Eu tenho certeza que sim, portanto, peço que leia esse artigo até o fim.

A verdade é que teremos pouco tempo de uma prova até a outra. Nesse momento estudar de maneira errada fará você perder tempo, dinheiro e uma excelente oportunidade. É preciso saber o que é importante para prova da PRF, quais matérias poderão ser “aproveitadas” do concurso da PF, quais terão de ser estudadas, e como estudá-las de forma otimizada, sem perder tempo! O recente concurso da Polícia Federal trouxe profundas mudanças em relação aos passados, a eleição de informática e contabilidade como matérias de mais importância em detrimento das outras disciplinas demonstra que essa migração não será tão simples.

Então vamos lá!
Fizemos a análise dos últimos editais, a fim de verificar o que é comum nos dois concursos e, é claro, o que é distinto, ou seja, o que é cobrados somente na PRF.

– Língua Portuguesa: Não há praticamente nenhuma diferença no conteúdo programático. Na verdade, o concurso da PF cobrou Redação Oficial, já a PRF na exigiu esse assunto no último concurso.

– Direito Administrativo: O aluno poderá aproveitar boa parte do que estudou para PF. Atenção somente ao que PRF cobrou a mais em 2013.
*Improbidade administrativa: sanções penais e civis — Lei nº 8.429/1992 e alterações.

– Direito Constitucional: A PRF exigiu maior conhecimento do aluno nessa disciplina do que exigiu a PF. Veja os assuntos que você deverá estudar:

Princípios fundamentais.
Aplicabilidade das normas constitucionais.Normas de eficácia plena, contida e limitada. Normas programáticas
Poder judiciário. Órgãos do poder judiciário. Organização e competências, Conselho Nacional de Justiça. Composição e competências.
Funções essenciais à justiça. Ministério público, advocacia pública. – Defensoria pública.

Direito Penal: O aluno que pretende migrar para PRF deverá dar conta dos seguintes tópicos:
Pena cumprida no estrangeiro. Eficácia da sentença estrangeira. Contagem de prazo. Interpretação da lei penal. Analogia. Irretroatividade da lei penal. Conflito aparente de normas penais
Culpabilidade. Elementos e causas de exclusão.
Imputabilidade penal.
Concurso de pessoas.
Crimes contra a Dignidade Sexual.

Direito Processual Penal: Essa matéria foi bastante reduzida na PF. Muita atenção, pois, o conteúdo da PRF é mais extenso. Veja:
Ação penal.
Competência.
Juiz, ministério público, acusado, defensor, assistentes e auxiliares da justiça, atos de terceiros
Processo e julgamento dos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos.
Habeas corpus e seu processo.

Legislação Penal Especial: Nem todo conteúdo que você estudou para PF será aproveitado na PRF. Algumas leis são específicas para Polícia Federal. Lembre-se disso! Feita a ressalva, observe as leis que você deverá estudar:
Lei nº 7.716/1989 e alterações (crimes resultantes de preconceitos de raça ou de cor).
Lei nº 5.553/1968 (apresentação e uso de documentos de identificação pessoal).
Lei nº 10.741/2003 e alterações (Estatuto do Idoso).
Lei nº 9.034/1995 e alterações (crime organizado).
Lei nº 9.099/1995 Lei nº 11.340/2006 (Maria da Penha)
Decreto-Lei nº 3.688/1941 (Lei das contravenções penais).
Tráfico de pessoas

Informática: Sem comentários (rsrs). Quem estudou para PF, tá tranquilo, tá favorável!

Essas são disciplinas comuns aos dois certames. Por certo, há disciplinas que dizem respeito somente ao concurso da PRF e, nesse caso, não haverá aproveitamento e/ou complementação, será necessário estudar toda teoria.

Ética no serviço público – trata-se de um disciplina com pouco conteúdo. Com estudo bem organizado e ajustado não haverá dificuldades. Veja o conteúdo:
Ética e moral.
Ética, princípios e valores.
Ética e democracia: exercício da cidadania.
Ética e função pública.
Ética no Setor Público. 5.1 Decreto nº 1.171/ 1994 (Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal).

Direitos Humanos e Cidadania – Foi uma matéria importante na última prova, 13 itens foram dedicados à disciplina. Trata-se de matéria extensa, com carga teórica bem considerável. Veja o conteúdo programático do último edital:
1. Teoria geral dos direitos humanos.
1.1. Conceito, terminologia, estrutura normativa, fundamentação.
2. Afirmação histórica dos direitos humanos.
3 Direitos humanos e responsabilidade do Estado.
4 Direitos humanos na Constituição Federal.
5 Institucionalização dos direitos e garantias fundamentais.
7 Política nacional de direitos humanos.
8 Programas nacionais de direitos humanos.
9 Globalização e direitos humanos.
10 As três vertentes da proteção internacional da pessoa humana.
10.1 Direitos humanos, direito humanitário e direito dos refugiados.
11. A Constituição brasileira e os tratados internacionais de direitos humanos.
12 Aplicações da perspectiva sociológica a temas e problemas contemporâneos da sociedade brasileira: a questão da igualdade jurídica e dos direitos de cidadania, o pluralismo jurídico, acesso à justiça.
13. Práticas judiciárias e policiais no espaço público.
14 Administração institucional de conflitos no espaço público.

Física aplicada à perícia de acidentes rodoviários – Bem, a grande maioria dos alunos encontram dificuldades nessa matéria. Se você não se encontra na maioria, ótimo! Porém, esse não for o seu caso, tenham bastante cuidado com essa disciplina. Muito embora na prova de 2013 ela tenha representado 5% da prova, não podemos negligenciá-la. Veja os assuntos cobrados no último concurso:
1. Mecânica.
1.1 Cinemática escalar, cinemática vetorial.
1.2 Movimento circular.
1.3 Leis de Newton e suas aplicações.
1.4 Trabalho.
1.5 Potência.
1.6. Energia cinética, energia potencial, atrito.
1.7 Conservação de energia e suas transformações.
1.8 Quantidade de movimento e conservação da quantidade de movimento, impulso.
1.9 Colisões.
1.10 Estáticados corpos rígidos.
1.11 Estática dos fluidos.
1.12 Princípios de Pascal, Arquimedes e Stevin.
2 Ondulatória.
2.1 Movimento harmônico simples.
2.2 Oscilações livres, amortecidas e forçadas.
2.3. Ondas.
2.3.1 Ondas sonoras, efeito doppler e ondas eletromagnéticas.
2.3.2 Frequências naturais e ressonância.
3. Óptica geométrica: reflexão e refração da luz.
3.1 Instrumentos ópticos: características e aplicações

Legislação Aplicada ao DPRF – Aqui cabe fazer um alerta. Não aconselhamos utilizar a prova de 2013 como paradigma para próxima prova no que concerne a este ponto do conteúdo. A matéria Legislação de Trânsito foi relegada à segundo plano o que é um contrassenso, vez que o competência precípua da PRF é fiscalização de trânsito na rodovias federais. O CTB é bastante extenso e, em certos pontos, bem complexo, portanto, cuidado! Veja o conteúdo:

Lei n.º 9.503/1997 – Código de Trânsito Brasileiro, e suas atualizações;
Perfil constitucional: funções institucionais.
Lei 9.654/1982.
Decreto nº 6.061/2007 e alterações.
Decreto 1.655/1995

Sei que você pode estar se perguntando: como vou fazer essa migração? Como estudar as disciplinas que não são comuns em pouco tempo? Será que vai dar tempo de chegar bem preparado?

Algumas dicas importantes para orientar seus estudos:
1. Revise  o que você já estudou para PF, não há tempo para rever teoria;
2. Estude a teoria que falta, principalmente as matérias que são exclusivas para PRF
3. Atenção com DH, Física e Trânsito
4. Faça um bom planejamento

De fato, o que poderá garantir sua aprovação na PRF será um planejamento bem feito, específico, focado e ajustado. Não há tempo disponível para tentativas! Se você não fizer um excelente planejamento, não será alcançará um bom desempenho.

Se você pretende fazer essa migração com aproveitamento daquilo que você já estudou para PF, complementado com os assunto que faltam, e estudando a teoria das matérias que são exclusivas da PRF, ter o acompanhamento de um consultor de estudos fará toda diferença. Imagine receber metas de estudos focadas na sua aprovação, selecionando o que você deverá estudar, com otimização do tempo.

Portanto, agende uma entrevista agora comigo. Clique no link abaixo e siga as orientações.

Um grande abraço.

Clique a seguir e siga-me no Instagram: