Central de Notícias

ARTIGOS

Como lidar com a reprovação

15/04/2020 - Geverson Martins

Olá, pessoal. Tudo bem com vocês?

Hoje quero falar com vocês sobre um assunto que assusta muita gente, principalmente para quem nunca passou por ele ou que, pelo contrário, já passou várias vezes. O assunto é REPROVAÇÃO.

Também não é para menos: essa palavra possui como sinônimos a advertência, a crítica, o fracasso. São palavras duras. Ninguém gosta de sofrer uma advertência, ser criticado ou fracassar em algo. Ficamos chateados até mesmo quando perdemos no par ou ímpar, quanto mais com algo tão importante quanto uma aprovação em um concurso que pode mudar sua vida. É da essência do ser humano, fazer o que? Já vou te dizer o que fazer.

É fato que a reprovação pode ser muito dolorosa mesmo, mas como não há vagas para todo mundo, infelizmente, a grande maioria dos concurseiros experimentam algumas reprovações antes de conseguir a aprovação em seu concurso “final”.

Dificilmente você encontrará alguém que conseguiu ser aprovado na primeira tentativa em seu cargo dos sonhos. Claro que existe, mas a probabilidade disso acontecer é bem baixa.

Portanto, já que isso é uma etapa pela qual o concurseiro tem que estar pronto para enfrentar, é preciso ter algumas coisas em mente para não se desesperar durante o processo e acabar abandonando o projeto #sereiservidor. Sendo assim, vou passar algumas dicas sobre COMO LIDAR COM A REPROVAÇÃO. 

1. Tenha em mente o seguinte: quando você começa os estudos, você começa reprovado. A partir do momento que você vai avançando nas disciplinas, finalizando o edital, revisando, se corrigindo, aí sim você está deixando o status de reprovado e passando para o status de aprovado. Quando o resultado sai e seu nome está nas vagas, aquilo é “apenas” a concretização da sua mudança de status, mas não foi algo do dia pra noite, como pode parecer. Então perceba que a reprovação faz parte do processo de todos que se arriscam a um novo objetivo, então não seria diferente nos concursos públicos;

2. “Só erra pênalti quem bate”, ou seja, só reprova quem faz prova e só passa quem faz também, então não adianta fugir das provas com medo da reprovação. Se você parar para analisar, todos que não fizeram a prova também foram reprovados. Então veja que você se dispôs a se desafiar e a ir lá enfrentar esse desafio. Veja que muitos se inscreveram e não tiveram a sua coragem;

3. Aproveite para aprender: veja se você fez a prova no tempo correto; se sua estratégia de prova foi correta; se o seu cansaço mental te atrapalhou no decorrer da prova; se você estava desgastado fisicamente ou teve uma má noite de sono; se o tipo de lanche ou a falta dele te atrapalhou; Enfim, confira tudo que não funcionou para você e corrija. Qualquer detalhe pode fazer a diferença;

4. Faça uma análise completa da prova. Analise as questões que errou; os assuntos cobrados nessas questões; se a sua distribuição de tempo para cada matéria no planejamento foi condizente com os pontos abordados na prova. Tem gente que fica com tanta raiva da prova que nem anota o gabarito, perdendo uma grande oportunidade de melhoria. Confira os erros e faça as marcações necessárias nos seus resumos e na lei seca. Esses pontos não mais poderão ser problemas nas próximas provas;

5. Saiba que não é o fim do mundo. Não é hora pra se desesperar. O resultado pode não ter sido o esperado, mas terão outros concursos talvez até melhores. Tomar decisões ou ficar com pensamentos negativos é uma péssima ideia. Descanse o tempo necessário para recuperar o estado ideal do seu corpo e da sua mente e, então, retorne aos estudos. Não é porque você não passou que você não merece uma folga, pelo contrário, isso é essencial;

6. Aceite o resultado: você não pode mudar aquele gabarito que marcou errado ou aquela questão que errou de bobeira, muito menos aquele assunto que você negligenciou, mas que foi bastante cobrado. Na próxima prova esteja mais concentrado e não caia nas pegadinhas da banca. Ah, e também não adianta colocar a culpa na banca, no edital, nada disso: a prova é igual para todos. Por mais que possa parecer injusto ou incoerente algumas coisas, essa é a regra que temos que seguir, quando nos dispomos a prestar um concurso;

7. Respeite seus concorrentes: se você estuda há anos e alguém passou em menos tempo que você, saiba que cada um tem sua história de vida, suas aptidões, entre outros fatores pregressos que podem influenciar numa evolução mais rápida. Então, reconheça o mérito do seu concorrente e tente aprender algo com ele: é muito comum o aprovado dar um depoimento contando sua trajetória e citando algumas dicas que fizeram a diferença na sua preparação. No próximo concurso poderá ser você a estar fazendo um depoimento também.

8. Não se envergonhe: você não fez nada de errado, não prejudicou ninguém, não cometeu nenhum crime. Apenas não passou em uma prova que milhares também não conseguiram. Lembre-se que, se você não fizesse a prova, o resultado teria sido o mesmo. Quem não está inserido no mundo dos concursos não vai ter a noção real do quão normal é uma reprovação, seja ela a primeira ou a décima;

9. Não se pressione a ser aprovado logo: a cobrança das outras pessoas é grande, mas nada se compara à cobrança pessoal. Isso atrapalha muito o rendimento dos seus estudos e também na hora de resolver a prova. Vai levar algum tempo pra você esquecer esse resultado e “desapegar” totalmente, mas esse vai ser apenas mais um aprendizado que você ter durante sua trajetória. A aprovação virá quando você estiver tranquilo e consciente de que fez a sua parte;

10. Não desista! A sua aprovação pode ser no próximo concurso. Quando eu fiz o SEFAZ GO, acertei 74%, fiquei de fora até do cadastro de reserva, e uns 45 dias depois fiz a prova do SEFAZ SC, que teve o edital mais pesado e quase o triplo do número de questões, e fiz 85,8% dos pontos. Já pensou se eu tivesse desistido e achado que não teria chances nessa prova? O resultado de uma prova não vai determinar o resultado da prova seguinte. Por isso que é importante analisar o que te prejudicou na prova, pois muitas vezes não é por falta de conhecimento, pelo contrário, pode ser algo emocional, falta de concentração ou confiança.

Então, pessoal, esses foram alguns dos fatores que me ajudaram muito a conseguir a aprovação, pois eu já cometi diversos desses erros: já tive estratégia de prova que não foi boa, fiquei me martirizando por questões que errei de bobeira, reclamei da falta de tempo, pensei ser o fim do mundo, me senti cansado na hora da prova, me cobrei bastante e etc.. Só a título de curiosidade, eu fui reprovado 7 vezes antes das aprovações, seguindo a ordem cronológica das provas.

ISS Teresina;

TRT SE: (69 AJAA, longe das vagas);

TCE-PE; (aqui foram reprovações em 4 cargos, fiquei longe em todos)

TRT CE; (aqui reprovei para técnico e para analista, fiquei longe em todos)

TST: (102 AJAA, longe das vagas); 

TCE PB; (91°, longe das vagas)

SEFAZ GO; (longe das vagas) 

Como foi possível perceber, em matéria de reprovação, eu sou expert. Algumas delas foram mais dolorosas, é verdade, mas não tenho vergonha alguma em citá-las, pelo contrário, sinto um orgulho imenso por ter continuado e acreditado em mim, mesmo quando tudo parecia não dar certo. Hoje eu agradeço a todas elas, pois amadureci bastante como pessoa e como concurseiro e tenho a certeza de que elas foram fundamentais para a minha aprovação. Então, continue melhorando que novas oportunidades estão por vir. 

Portanto, NÃO DESISTA!

Visite o perfil do professor orientador Geverson Martins na nossa página do quem somos. Clique aqui.

Projeto LS cuida de você

Sabemos que para obter uma boa preparação não adianta possuir apenas a parte técnica e a dedicação. Precisamos ter um cuidado especial com a nossa mente e com o nosso corpo. Combinar boas horas de sono, uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas será o seu diferencial.

Pensando nisso, a LS criou o mais novo programa que irá aumentar a sua performance em todas as áreas da sua vida!

Apresentamos o projeto “LS CUIDA DE VOCÊ”.

A iniciativa tem como objetivo apoiar os alunos nas principais áreas da sua vida para que possam obter uma alta performance durante a sua preparação para o concurso público almejado.

A nossa missão não é somente aprovar o concurseiro, mas também cuidar dele até a hora da prova.

Nossa equipe é formada por especialistas (Psicóloga, Educador Físico e Nutricionista) que acompanharão semanalmente, de forma gratuita, todos os alunos da LS.

Clique aqui para mais informações.

Compartilhe: