Central de Notícias

ARTIGOS

Concurseiro amador x Concurseiro Profissional

23/09/2017 - Eduardo Frambach

Olá, futuros colegas servidores.

Neste artigo, tentarei, de forma objetiva como sempre, diferenciar o concurseiro profissional do concurseiro amador.

Cito as principais características do concurseiro profissional:

1. Sabe que sua vida mudará drasticamente durante preparação para concurso público. Tem consciência que haverá muitas abdicações temporárias até a aprovação.
2. Tem uma conversa franca com a família e amigos mais próximos, os quais devem entender suas ausências em eventos e compromissos. Essas pessoas mais próximas devem ajudá-lo nessa caminhada. No mínimo, não atrapalhando.
3. Define um foco, uma área de estudo específica (Fiscal, Controle, Policial, Tribunais Judiciárias…) e se mantém firme em sua escolha.
4. Faz um planejamento factível, com estudo de várias matérias por semana, baseado nesse foco.
5.Tem consciência que demorará um tempo mínimo de maturação para brigar pela vaga. Sabe que concurso é uma maratona (com obstáculos) e não corrida de 100 metros.

401399_177754515658388_147593625341144_229776_860548062_n

6. Inicia o estudo com matérias básicas e vai incluindo as específicas aos poucos.
7. Seleciona o melhor material de estudo de cada matéria a ser estudada.
8. Estabelece metas claras e alcançáveis e se compromete a cumpri-las.
9.Mescla o estudo da teoria com revisões periódicas e exercícios (sempre com gabarito).
10. Cria uma rotina de estudo. Mantém a regularidade.
11. Leva a sério o estudo, como se fosse um trabalho (hora pra chegar; hora de descanso; hora pra sair; se chegar atrasado, faz hora extra e por aí vai).

avida-de-um-concurseiro

12. Sabe que para alcançar seu objetivo precisa estudar não só o que gosta, mas também o que não gosta, por ser necessário.
13. Utiliza a internet/tecnologia a seu favor. Não é pra ser um alienado digital, mas também não pode ficar perdendo tanto tempo com coisas que não o ajudarão a conseguir seu objetivo.
14. Não liga para a relação candidato x vaga.
15. Ajuda o colega de estudo sempre que pode. Sabe que o principal obstáculo é a banca e ele próprio.
16. É persistente (“Concurso não se faz pra passar, mas sim até passar”). Tem em mente que TODOS têm problema durante essa maratona e com ele não será diferente.
17. Tira 1 dia na semana, ou parte dele, para descanso e lazer (O soldado não pode morrer antes da guerra).

Já o concurseiro amador vai de encontro a 1 ou mais dessas características citadas. Seus principais erros, que o torna um concurseiro amador, são os seguintes:

1. Não possui um foco definido. Estuda para “tudo”. O que é o mesmo que não se preparar para nada.
2. Diz que possui um foco, mas muda a cada edital novo. Exemplo: está “focado” na área fiscal, mas basta sair o edital da PF para mudar o foco dizendo que seu sonho sempre foi ser Policial Federal.

07-05-2010-concurso-publico

3. Acha que concurso é uma corrida de 100 metros. “Opa, saiu o edital desse tal de Auditor da Receita aí. Gostei do salário, vou começar a estudar agora e dar um gás. Acho que tenho chances.”
4. Não faz um bom planejamento. Ou, se faz, não o cumpre à risca.
5. Estuda uma matéria por vez (“Esse é o mês do Direito Constitucional. No outro, vou estudar só Português.”).
6. Não sabe dosar o estudo de teoria com as revisões necessárias.
7. Estuda só o que gosta (“Estatística vou deixar mais pra frente porque eu ODEIO. Não sei pra que isso serve na minha vida!”). Parece aquele “bombadão” da academia que tem as pernas fininhas, pois não gosta de malhar pernas.

8b574684-fc49-456c-806e-161cf32fae7d

8. Não possui uma rotina de estudos. Estuda de forma aleatória, vive procrastinando e quando sai o edital quer estudar 30h/dia (Enquanto você procrastina, tem um japonês matando mais 1 questão em algum lugar do Brasil).
9. Não usa a internet/tecnologia a seu favor. A cada 5 minutos de estudo para e olha o watsapp. A cada 10min posta no stories do Insta que está estudando direitinho. Vai no facebook e entra em discussões intermináveis sobre política.

323632ae-95d0-47cc-ac5b-42524821c10d

10. Não persiste. Basta não passar no 1º concurso que se acha o mais burro da face da Terra, ou acha que concurso é só “peixada”, “cartas marcadas” e desiste de tudo.
11. Não mantém a regularidade. Não estuda no carnaval, não estuda nas festas de fim de ano, não estuda nas férias… o concurso que ele quer não tá saindo, aí para 1 mês pra descansar.
12. Se desespera ao ver a relação candidato x vaga.
13. Não ajuda o colega de estudo, pois acha que está ajudando um concorrente.

Dito isso, eu te pergunto: Você é um concurseiro amador ou profissional?

Espero ter ajudado! Se tiver algum assunto que gostaria de ver por aqui, pode me mandar um e-mail (eduardoframbach@lsconcursos.com.br) que responderei com o maior prazer.

Clique a seguir e siga-me no Instagram: