Central de Notícias

ARTIGOS

Ler o edital pode te garantir pontos (esse artigo pode te garantir 2 pontos na CLDF)

04/06/2018 - Flávio Luz

Olá Concurseiro !!!

Costumo falar com meus alunos que o primeiro passo para ser aprovado em um concurso público é ler o edital e em segundo lugar é fazer a inscrição. Tirando alguns casos de polícia, nunca vi ninguém passar em concurso público sem fazer inscrição, não é mesmo? rsrsrs

Bom, mas por que ler o edital é importante? Porque o edital traz as informações basilares para montar uma estratégia de estudo vencedora. Na LS, quando um edital é publicado, estudamos os conteúdos programáticos, mas também o edital como um todo. Tipos de questões, pesos das disciplinas, critérios de desempate, tempo de prova, forma de avaliação da objetiva e da discursiva etc.

Tudo é visto para elaborar o melhor planejamento para os alunos. Cada dia que passa, os concursos ficam mais concorridos. Cada detalhe é muito importante.

Neste artigo, gostaria de compartilhar algo muito importante, que para os pouco experientes ou mais desligados pode passar despercebido. O Quadro de Atribuição de Pontos para a Avaliação de Títulos dos editais de Consultor Legislativo e Consultor Técnico-Legislativo traz três títulos que são pontuados, quais sejam Doutorado, Mestrado e Especialização. Esse último é descrito assim: “Certificado de conclusão de curso de Pós-Graduação “lato sensu”, em nível de especialização na área específica para a qual está inscrito, com carga horária mínima de 360 horas, acompanhado do Histórico Escolar onde constem disciplinas cursadas e respectiva carga horária.”

Bom, estamos a aproximadamente seis meses da data da prova discursiva (data 16/12/2018). Como ainda não foi definida a data de entrega dos títulos e caso siga o padrão para concursos com esse tipo de etapa, costuma-se exigir a entrega dos títulos no dia da prova discursiva (Atenção: pode ser diferente, então é apenas uma expectativa), portanto, temos 6 meses para iniciar e concluir uma pós-graduação lato sensu. Isso é possível, professor? Sim, é possível. Existem cursos de pós-graduação intensivos EaD com conclusão em até quatro meses. Essa parte de achar o curso que se encaixa na temática do seu cargo eu deixo para você.

Outra questão importante: a pós pode me atrapalhar? Sim, de certa forma poderá te atrapalhar, ainda que você escolha um curso intimamente ligado ao conteúdo de sua prova. Por isso, você deve pesar essa questão e talvez priorizar sua pós para os meses de junho e julho, ainda distante da prova objetiva, e depois setembro e outubro, logo após as provas objetivas e com tempo para se preparar para a discursiva.

Ah, e se tudo der errado, pelo menos você terá mais uma especialização no seu currículo. Não é de todo ruim.

Boa pós e bom concurso!!!

Flávio Luz é consultor da LS Concursos e também Consultor Legislativo de Orçamentos do Senado Federal