Central de Notícias

ARTIGOS

Resultado abaixo das minhas expectativas em concursos públicos. O que fazer?

01/12/2017 - Marcos Costa

Resultado abaixo das minhas expectativas em concursos públicos. O que fazer?

Já aconteceu de você realizar um concurso e achar que teve um resultado diferente da sua expectativa? Eu tenho certeza que sim.

Essa expectativa é algo pessoal e que geralmente traçamos de acordo com o esforço dedicado ao concurso em questão. Assim 100 horas totais de estudo pode ser um grande sacrifício para alguns e essas mesmas 100 horas pode significar quase nada para outros. Com isso precisamos balizar essa perspectiva criada.

Quer saber como trabalhar melhor essa frustração? Eu vou te mostrar nesse artigo. Continue a leitura para saber não só como lidar com um resultado acima do esperado, como também, com um resultado abaixo do esperado.

Será que um resultado acima do esperado pode realmente prejudicar um concursando? Essa pergunta eu posso responder por experiência própria. O primeiro concurso que prestei foi para a SEFAZ-GO. E me lembro bem, tinha uns 4 meses de início de estudo para área fiscal; mal tinha começado a estudar algumas disciplinas. Estava completamente desmotivado no meu trabalho à época e o surgimento daquele edital enxuto parecia ser um teste razoável do início da caminhada nos concursos. Verdade seja dita, com a publicação do edital e com o incentivo de um professor do cursinho à época me debrucei sobre livros e apostilas visando essa vaga. Mas sabia muito bem, que seria quase impossível; uma vez que nem Contabilidade Geral  eu tinha estudado todo o conteúdo. Pois bem, fiz a prova e tive um resultado muito acima do esperado por mim; ficando até certo ponto muito perto de ter alcançado uma classificação. Com isso, automaticamente o que pensei: “poxa, se com esse tempinho de estudo já fiquei por pouco; essa história de que tem que estudar muito para conseguir a aprovação não é bem assim. Se eu estudar mais um pouquinho, passarei.” Ledo engano, esse resultado acabou me gerando uma falsa sensação que só foi percebida no próximo concurso prestado, quando obtive um péssimo aproveitamento e foi quando liguei o sinal vermelho. Ali sim, percebi que estava estudando na intensidade e/ou na forma errada.

E será que um resultado abaixo do esperado pode realmente prejudicar um concursando? Sem dúvida, também. Ele muitas vezes acaba sendo um grande desmotivador na “caminhada” de um concursando. Pois muitas vezes ele conversa com si próprio da seguinte maneira: ”Acho que isso de concurso não é para mim …” ou “Sou limitado intelectualmente, não é possível…” ou ainda “ Poxa, dei o meu melhor e nada…”.  Esse sentimento é extremamente comum nessa longa jornada de estudo. E lidar com tudo isso ,talvez seja a parte mais árdua. O mental tem que estar muito bom e equilibrado ao longo dessa caminhada. E o foco e a persistência tornam-se palavras chaves nesse instante. A desistência é sempre o caminho e a decisão mais fácil, mas nunca a mais sábia. Com a orientação de um consultor, você saberá que tem alguém acompanhando e apoiando o seu progresso, sendo um estímulo a mais nesta jornada rumo à aprovação.

Assim sendo, lembre sempre: a manutenção do foco e a continuidade do estudo, quando realizados da forma correta são grandes trunfos para o sucesso. Não fique remoendo resultados passados. Pense sempre no próximo concurso. E o trabalho junto a um consultor pode ser benéfico não só no que tange trabalhar essas expectativas, mas também, algumas vezes, evitando até a realização de concursos antes da hora ideal. Como ex-aluno e agora Consultor da LS Concursos, sinto-me confortável em afirmar que os nosso s serviços atenderão aos seus anseios. Para saber mais, acesse: www.lsensino.com.br.

Espero assim ter auxiliado nesse desânimo que muitas vezes assola o candidato após a divulgação do gabarito e/ou resultado oficial. Em caso de dúvidas, críticas e sugestões, me mande um e-mail para marcoscostalsconcursos@gmail.com.

Um grande abraço e lembre que você será o grande responsável por essa conquista,

Marcos Costa