Central de Notícias

ARTIGOS

AS CHAVES PARA A VITÓRIA NO MUNDO DOS CONCURSOS. PACIÊNCIA, PERSEVERANÇA E DEDICAÇÃO

30/09/2015 - José Maria Junior

As chaves para a vitória no mundo dos concursos. Paciência, Perseverança e Dedicação
Caro(a) amigo(a) concurseiro(a) futuro(a) colega de trabalho, escrevo este artigo motivado pelo desejo de passar uma importante informação que pode ajudar em sua motivação e preparação, baseado em algumas angustias que alguns alunos me passam na busca, a todo custo, por suas aprovações.

Primeiramente, é notória a informação que a preparação para um concurso público não se dá por milagre, da noite para o dia. Todos que começam a estudar (ou pelo menos quase todos) têm essa noção que, no entanto, normalmente é abandonada na prática.

Quando converso com pretendentes a se iniciar no mundo dos concursos, invariavelmente informo a necessidade de paciência, persistência e dedicação, uma vez que o volume de matérias a se estudar é enorme, e é fundamental que se consiga assimilar com qualidade esse volume. Além disso há ainda um grande contingente de alunos se preparando também, o que torna essa tarefa ainda mais delicada. Bem, todos ou quase todos entendem essa explicação, no entanto, a grande maioria, mesmo no início de seus estudos, ao menor sinal de um edital na praça já começam a se agitar, perguntando se poderia prestar aquele concurso, por diversos motivos. Uns dizem que querem testar, outros que têm afinidade com as matérias, outros ainda dizem que precisam muito e vão arriscar, pois têm confiança em si. Caros amigos concurseiros, o mundo dos concursos não funciona exatamente assim.

Então, como funciona?

Podemos comparar a preparação para um concurso com uma longa fila, que vai crescendo à medida que novos candidatos vão desejando prestar concursos. E como essa fila funciona? Igualzinho a qualquer fila. Aqueles que já estão estudando a um tempão e dominando as matérias, estão lá na frente da fila, já se sacrificaram muito, e estão perto de suas aprovações. É questão do concurso certo, ou de detalhes, para que sejam aprovados. A fila vai andando, aqueles que estavam mais bem preparados vão se classificando e sendo empossados e os que estavam atrás deles vão assumindo as primeiras posições prontos para os próximos concursos.

Quando um concurseiro novo, recém chegado na fila, quer prestar um concurso pensando que conseguirá ser aprovado, ele, de fato, está querendo dizer que vai furar essa fila toda para se classificar. Veja meu amigo concurseiro, não é impossível furar a fila, mas isso não acontece por milagre, tipo: “eu vou estudar um pouquinho durante três meses e vou conseguir passar quem já está estudando há dois anos com muita dedicação e com ótimo desempenho”. Isso não acontece. Melhor jogar na mega sena.

Não existe milagre para furar a fila, a única coisa que fará você furar uma fila de concurseiros, é estudar mais e melhor do que os que estão à sua frente. Aí sim é possível. Mesmo assim, não é da noite para o dia, ainda assim, há um tempo de maturação, de assimilação das matérias, muita dedicação para compensar o tempo que os outros estão estudando a mais que você.
Por tudo isso é que as virtudes da paciência e da persistência são fundamentais. Se você começa a estudar pensando em passar logo, há uma grande chance de se frustrar, por tudo o que foi dito acima. Melhor, quando começamos um estudo para concurso, é traçarmos um objetivo de médio prazo, com uns bons meses pela frente. Naturalmente dependendo do concurso e do tempo diário que tem para se dedicar, pode se aproximar de um ano de estudo, se acompanhado por quem sabe lhe indicar o caminho das pedras, como é o caso da LS. Se estiver sozinho na empreitada, pode colocar uns dois anos ou mais pela frente.

Veja, estamos falando de um ano de sacrifício que valerá muito para sua vida. Valerá sua aposentadora, valerá sua estabilidade, valerá um trabalho normalmente mais tranquilo do que os oferecidos pela iniciativa privada, valerá enfim, qualidade de vida. Então, naturalmente todo mundo quer isso, mas quem de fato está disposto a pagar o preço para conseguir? Um ano é bem menos do que o tempo que se dedicou para sua graduação na faculdade, ou mesmo no ensino médio (sendo que para concursos de nível médio, geralmente o tempo de preparação é bem menor do que um ano).

Então, voltando para o título do artigo, as chaves para a vitória são:

Paciência: tenha paciência, tenha em mente um horizonte de médio prazo e não se abale com os editais que vão saindo enquanto ainda não estiver bem preparado para disputar de verdade por uma vaga, e por quê? Porque você se desvia para se preparar para um concurso que ainda não está pronto e não consegue ficar pronto para um concurso que poderia ter ficado, se não tivesse estudado para o concurso que não estava pronto. Simples assim – leia novamente isso em negrito.

Perseverança: você pode estar bem preparado e não conseguir se classificar, por uma questão de detalhe, persista, pois você já está lá na frente da fila, sua vez está próxima, você vai conseguir.

Dedicação: Sua preparação não se dá pela inércia, você não fica pronto pelo simples decorrer do tempo, é necessária muita proatividade de sua parte, cair dentro o máximo de tempo que puder. Se não puder estudar 6 horas todos os dias, estude 3, se não puder 3, estude duas horas ou duas horas e meia. O importante é que estude todos os dias com dedicação, sem deixar furar nenhum (salvo o seu dia de descanso, se você tiver se dado um). Aqui entra também a perseverança de todos os dias abdicar de algum lazer, para estar no sacrifício.

Bem minha amiga, meu amigo, sempre digo aos concurseiros que se preparam comigo: “Qualquer um passa em um concurso. Se continuar firme no propósito com dedicação, paciência e perseverança, o seu momento irá chegar, a fila anda. Só não consegue passar quem sai da fila. Não saia da fila não, vale muito o sacrifício. Quando conseguir, verá como valeu à pena e desejará compartilhar isso com quem você gosta, desejando que eles façam o mesmo que você. Você vai ver.

Clique a seguir e siga-me no Instagram: