Jocilene Resende

Aluna aprovada em 1° lugar – Analista Censitário – Ciências Contábeis - IBGE

Meu nome é Jocilene Resende, tenho 26 anos e fui aprovada em 1° lugar para o cargo de Analista Censitário – Ciências Contábeis do IBGE, na minha cidade atual, Vitória – ES. 

Minha trajetória nos concursos iniciou em 2016, um ano após me formar na faculdade, com foco nos concursos da área fiscal. Sou formada em Ciências Contábeis pela UFES e assim que comecei a faculdade, já iniciei também o trabalho na iniciativa privada e tive muito contato com a área tributária, o que foi um estímulo muito grande para que eu me dedicasse a concursos da área fiscal, juntamente com a possibilidade de ter um ótimo salário. 

Durante a faculdade tive contato com alguns auditores fiscais e foi o que me chamou muita atenção pela possibilidade de trabalhar do outro lado com a parte tributária, salário e toda a qualidade de vida que eu teria passando em um concurso público. 

Eu sempre estudei em escola pública e durante a minha infância e adolescência, morei no interior do estado, não tinha muita noção sobre concursos, como estudar, qual material utilizar e iniciei uma série de pesquisas sobre técnicas de estudo. Fiz um coaching voltado para concursos para entender melhor o funcionamento e planejamento, mas eu ainda me embolava muito para conseguir me organizar sozinha e tinha dúvidas se estava estudando pelos melhores materiais. 

Logo depois conheci a LS pela internet, assisti a várias entrevistas com aprovados em ótimos concursos, me cadastrei e o meu professor orientador (Alexandro Borrigueiro) entrou em contato comigo para marcar uma entrevista. Conversando com o Alex, achei muito interessante a orientação de estudos e a forma como estruturavam as metas semanais e principalmente a indicação dos melhores materiais, era exatamente o que eu precisava para me organizar, fiquei realmente encantada. 

Iniciei a orientação de estudos e meu professor orientador sempre foi muito atencioso comigo, me respondendo prontamente e ajustando as metas para suprir as minhas maiores dificuldades toda vez que eu precisava. Se eu não sentia segurança em um conteúdo, ele preparava caderno de questões extras e mais revisões para mim. Com isso, o trabalho dele em conjunto com a LS foi fundamental para a formação de toda a minha base de estudos. 

Em 2017, decidi prestar o concurso do IBGE para o mesmo cargo em que fui aprovada neste ano de 2019 e obtive a colocação em 4° lugar. Fui convocada e optei por não assumir, pois a vaga era em Rondônia, o concurso era temporário e eu ainda estava formando a minha base de estudos na área fiscal, avaliei aspectos financeiros e naquele momento não valeria a pena largar o meu emprego e me mudar para outro estado. 

Continuei firme, estudando e trabalhando, sempre aproveitando todo tempo possível fora do trabalho para me dedicar aos estudos. Muitas vezes, o trabalho apertava e eu não conseguia estudar bem, apesar de gostar muito do que eu fazia, ficava bem agoniada por não conseguir cumprir as metas em dia, eu acabava me atrapalhando nos estudos. Completando 3 anos nesta jornada, cheguei numa fase em que me sentia exausta todos os dias e cansada da minha rotina, estava afetando muito o meu rendimento nos estudos, não via a hora de passar em algum concurso público. Comecei a fazer vários concursos fiscais menores (municipais), em que os editais eram lançados com apenas uma vaga, mas não obtive êxito. 

E neste ano de 2019, o IBGE lançou edital para o Censo 2020 e desta vez havia uma vaga para a minha cidade: Vitória. A princípio eu não dei muita importância por ser temporário novamente, mas minha irmã gêmea, que me acompanha nesta trajetória desde o início percebia todo meu esforço e também o meu cansaço em relação ao trabalho, toda a rotina que eu estava levando, e realizou a minha inscrição (infinitamente obrigada Hudi hahaha), pois já tinha visto boa parte do conteúdo do edital e mesmo que não estivesse me dedicando inteiramente para esse concurso, teria chances de lograr êxito (na época eu continuei focando os estudos para a área fiscal em geral). 

Fiz a prova, e apesar de querer muito, estava sem muita esperança de conseguir aquela vaga. E para minha surpresa e felicidade, adivinhem?! A aprovação veio: 1° lugar! Uma vaga e ela era minha!!! Minha segunda aprovação no IBGE!!! Muita emoção e alegria, um sentimento de alívio muito grande e principalmente aquela confirmação “calma, respira, você está no caminho certo”. Essa é a hora que faz tudo valer a pena. Toda luta e o cansaço acumulado de uma rotina intensa e pesada, toda a disciplina que eu mantive, todas as madrugadas que eu acordava mais cedo para estudar antes de ir para o trabalho, todas as renúncias, todas as vezes que alguém me chamava para sair e eu com o coração partido sempre respondia “não vou, preciso estudar”, sabe tudo isso?! Então, na hora que eu vi o meu nome na primeira linha da lista de classificação, eu só conseguia pensar em como vale a pena passar por tudo, que não tem nada que pague esse sentimento. E sabe aquele cansaço acumulado e aquele sentimento de exaustão da rotina puxada de trabalho e estudo que eu vinha levando?! Ele foi transformado em uma paz sem tamanho e um sentimento de realização pessoal sem fim. O concurso é temporário e a luta continua. Mas eu posso afirmar com toda certeza que estou muito mais em paz e leve comigo mesma e com um ânimo completamente recuperado para continuar esta trajetória de estudos para alcançar o meu maior sonho do momento, que é me tornar auditora fiscal e ser servidora pública efetiva. 

Ah!!! E uma observação: se eu tivesse assumido o cargo lá em Rondônia em 2017, eu não poderia assumir este agora conforme as regras do IBGE. 

Um dia tudo vai se encaixando e nossas escolhas vão fazendo sentido. Eu desejo do fundo do coração que cada pessoa que se dedica de verdade consiga a sua aprovação. Tendo assumido este cargo, agora eu pude realmente comprovar como vale a pena cada segundo desse esforço todo! 

Enfim, gratidão ao Alex e a LS Concursos por me ajudarem com toda a organização a almejar um pedacinho desse sonho gigante que ainda vou realizar! E claro, à minha irmã gêmea, minha fiel companheira nessa trajetória concurseira, sem dúvidas a pessoa que mais me inspira a cada dia a continuar cada vez mais firme. Vamos juntas até o topo!