Central de Notícias

NOTÍCIAS

Assembleia Legislativa da Bahia: Prazo de inscrições já iniciou

30/10/2018

Concurso suspenso pela Justiça da Bahia. Clique aqui e leia mais.

Atenção concurseiros! O período de inscrições do concurso da Assembleia Legislativa da Bahia começou nesta segunda-feira e vai até o dia 16 de novembro. As inscrições, que custam R$ 66 e R$ 77, para cargos de ensino médio e superior, devem ser realizadas no site da banca organizadora do concurso, a Fundação Getúlio Vargas.

Ao todo, serão ofertadas 123 vagas de início imediato, sendo 89 delas para ensino médio, 3 para ensino médio técnico e 31 vagas para ensino superior. Os cargos contemplados pelo concurso são:

  • Cargos de Ensino Médio (remuneração de R$ 4.118,67):
    • Técnico Legislativo –  Área Administrativa (33 vagas gerais e 2 para candidatos com deficiência);
    • Técnico Legislativo – Agente de Polícia Legislativa – Feminino (11 vagas gerais);
    • Técnico Legislativo – Agente de Polícia Legislativa – Masculino (43 vagas gerais).
  • Cargo de Ensino Médio Técnico (remuneração de R$ 4.118,67):
    • Técnico Legislativo – Odontologia (3 vagas gerais).
  • Cargos de Ensino Superior (remuneração de R$ 4.872,61):
    • Analista Legislativo – Administração (4 vagas gerais e 1 para candidatos com deficiência);
    • Analista Legislativo – Análise de Sistemas/Informática/Tecnologia da Informação (5 vagas gerais e 1 para candidatos com deficiência);
    • Analista Legislativo – Taquigrafia (3 vagas gerais);
    • Auditor Legislativo (3 vagas gerais);
    • Analista Legislativo – Enfermagem (1 vaga geral);
    • Analista Legislativo – Jornalismo/ Comunicação (1 vaga geral);
    • Analista Legislativo – Medicina do Trabalho (2 vagas gerais);
    • Analista Legislativo – Nutrição (1 vaga geral);
    • Procurador (3 vagas gerais);
    • Analista Legislativo – Redação e Revisão Legislativa (5 vagas gerais e 1 para candidatos com deficiência).

Processo Seletivo
Todos os cargos terão provas objetivas. Para os cargos de ensino médio e médio técnico a primeira prova terá 70 questões, já para os cargos de ensino superior ela será composta de 80 questões.

A prova discursiva será aplicada apenas ao cargo de Procurador, ela consiste em três questões discursivas, sendo uma peça processual e duas análises de caso.

Para o cargo de Analista Legislativo – Taquigrafia, além da prova objetiva, o candidato terá que realizar uma Prova Prática.

Serão assuntos cobrados

  • Nível Médio e Nível Médio Técnico
    • Módulo I – Conhecimentos Básicos:
      • Língua Portuguesa (12 questões);
      • Legislação Específica (8 questões);
      • Raciocínio Lógico (8 questões);
      • Noções de Informática (8 questões).
    • Módulo II – Conhecimentos Específicos:
      • Conhecimentos Específicos (30 questões).
  • Nível Superior, exceto para os cargos de Procurador e Auditor Legislativo
    • Módulo I – Conhecimentos Básicos:
      • Língua Portuguesa (14 questões);
      • Legislação Específica (10 questões);
      • Raciocínio Lógico (8 questões);
      • Noções de Informática (8 questões).
    • Módulo II – Conhecimentos Específicos:
      • Conhecimentos Específicos (40 questões).
  • Nível Superior – Procurador
    • Módulo I – Conhecimentos Básicos:
      • Língua Portuguesa (14 questões);
      • Legislação Específica (6 questões).
    • Módulo II – Conhecimentos Específicos:
      • Direito Administrativo (10 questões);
      • Direito Constitucional (10 questões);
      • Direito Civil e Processual Civil (10 questões).
    • Módulo III – Conhecimentos Específicos:
      • Direito Ambiental (4 questões);
      • Direito Eleitoral (4 questões);
      • Direito do Consumidor (4 questões);
      • Direito Penal e Processual Penal (6 questões);
      • Direito Tributário e Financeiro (6 questões);
      • Direito Trabalhista e Processual Trabalhista (6 questões).
  • Nível Superior – Auditor Legislativo
    • Módulo I – Conhecimentos Básicos:
      • Língua Portuguesa (14 questões);
      • Legislação Específica (6 questões).
    • Módulo II – Conhecimentos Específicos:
      • Estatística e Matemática Financeira (6 questões);
      • Direito administrativo (8 questões);
      • Direito Constitucional (8 questões);
      • Direito Tributário (8 questões).
    • Módulo III – Conhecimentos Específicos:
      • Economia (6 questões);
      • Administração (6 questões);
      • Contabilidade (10 questões);
      • Auditoria (8 questões).

Todas as provas estão marcadas para data provável de 16 de dezembro, na cidade de Salvador.

Requisitos e atribuições dos cargos

Cargos de nível médio

  • Técnico Legislativo –  Área Administrativa: O candidato que desejar concorrer a uma das vagas deste cargo deve possuir formação de nível médio com conhecimentos básicos em microinformática. São atribuições do Técnico Legislativo Administrativo executar trabalhos que envolvam a aplicação de normas e técnicas de administração geral, nas diversas unidades organizacionais da Assembleia Legislativa;
  • Técnico Legislativo – Agente de Polícia Legislativa: Exigindo formação em ensino médio, o cargo é responsável por executar trabalhos relacionados aos serviços de polícia e manutenção da ordem nas dependências da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia.

Cargo de nível médio técnico

  • Técnico Legislativo – Odontologia: Deve possuir formação profissionalizante em Odontologia. A principal atribuição deste cargo é executar tarefas de auxílio ao Odontólogo e enfermeiros, fazer aplicações em geral, esterilizar instrumentos, organizar prontuários.

Cargos de nível superior

  • Analista Legislativo – Administração: Para concorrer a uma das vagas deste cargo, é necessário que o candidato tenha formação superior em Administração e registro no órgão competente. São atribuições do cargo planejar e organizar os serviços técnico-administrativos e a utilização de recursos humanos, materiais e financeiros, além de propor princípios e normas e colaborar na produtividade, eficiência e eficácia dos serviços;
  • Analista Legislativo – Análise de Sistemas/Informática/Tecnologia da Informação: Exige formação superior em  Análise de Sistemas, Ciências da Computação ou Tecnologia da Informação. Este cargo é responsável por desenvolver e implantar sistemas de processamento de informação de acordo com as necessidades dos variados setores da Assembleia Legislativa e especificar e dirigir a preparação de programas;  
  • Analista Legislativo – Taquigrafia: Para concorrer a uma das vagas de Taquigrafia, é necessário que o candidato tenha formação superior em qualquer área. É atividade deste cargo realizar apanhamento taquigráfico dos trabalhos parlamentares e traduzir em linguagem correta, conferir e digitar as notas taquigráficas conforme as normas técnicas próprias;
  • Auditor Legislativo: Exige formação de nível superior em Administração, Ciências Contábeis, Direito ou Economia e registro no órgão competente. Uma das atribuições deste cargo é exercer as funções de auditoria contábil/financeira, patrimonial e operacional no âmbito da Assembleia Legislativa e prestar apoio técnico ao processo de fiscalização das ações do Executivo;
  • Analista Legislativo – Enfermagem: Cargo exige formação superior em Enfermagem e comprovação de registro no órgão de classe competente. Entre as atividades do cargo, destaca-se organização, execução e avaliação dos serviços de enfermagem, empregando processos e/ou rotinas específicas, para promover a proteção e a recuperação da saúde dos servidores; executar as atividades de assistência de enfermagem aos servidores, proporcionando-lhes atendimento ambulatorial no local de trabalho;   
  • Analista Legislativo – Jornalismo/ Comunicação: Para este cargo, é necessária formação superior em Jornalismo ou Comunicação Social e registro no órgão competente. São atribuições planejar, organizar e executar serviços que envolvam atividades jornalísticas, bem como serviço de editoração gráfica;
  • Analista Legislativo – Medicina do Trabalho: Exige formação de nível superior em Medicina, registro no órgão competente e especialização em Medicina do Trabalho (pós graduação ou Residência). São atividades desenvolvidas por este cargo executar atribuições inerentes às funções de médico, diversificadas de acordo com cada especialidade e conforme os programas de saúde adotados pela Assembleia Legislativa;
  • Analista Legislativo – Nutrição: Para concorrer a este cargo, é necessário que o candidato tenha formação de nível superior em Nutrição e registro no órgão competente. Sua atividades são planejar, organizar, dirigir, supervisionar e avaliar o serviço de alimentação e nutrição; realizar assistência e educação alimentar e nutricional à coletividade sadia; prestar assistência nutricional e dietoterapia ambulatorial, bem como promover educação nutricional individual e para coletividade;
  • Procurador: Necessário formação superior em Direito e registro no órgão competente. São atribuições do cargo representar a Assembleia Legislativa, em Juízo ou fora dele, e prestar assessoramento jurídico;  
  • Analista Legislativo – Redação e Revisão Legislativa: Exige formação de nível superior em Jornalismo, Comunicação Social ou Letras e registro no órgão competente. São atividades deste cargo elaborar, quando solicitado pelos parlamentares, diretorias e comissões, minutas de anteprojetos, pareceres, indicações, requerimentos e emendas.

Para mais informações, acesse o edital de 2018.