Central de Notícias

NOTÍCIAS

Concurso Senado: Três bancas seguem na disputa

07/07/2020

Boas notícias, concurseiros! A comissão organizadora concluiu, nesta segunda-feira, a análise das propostas técnicas recebidas pelas empresas interessadas em organizar o concurso do Senado Federal. Foram analisados requisitos jurídicos, técnicos, econômico-financeiros e de regularidade fiscal e trabalhista.

Após a conclusão dessa etapa, foram habilitadas as instituições CEBRASPE, IDECAN e FGV. Para a assinatura do contrato, serão observadas ainda as normas procedimentais estabelecidas pelo Ato da Diretoria-Geral nº 9/2015, que estabelece o Regulamento de Compras e Contratações do Senado Federal. A assinatura do contrato somente ocorrerá após a deliberação das autoridades competentes. 

De acordo com as informações, considerando a crise de saúde pública atual e o rito procedimental para formalização do contrato com a banca, ainda não há previsão para a publicação do edital de abertura do concurso do Senado Federal.

Segundo o presidente da comissão organizadora, Roberci Ribeiro de Araújo, o conteúdo programático da seleção passou por reformulação desde o último certame realizado pelo Senado, inclusive com a inclusão de novas disciplinas.

Araújo incentivou que os candidatos ampliem seu conhecimento com as disciplinas e questões pertinentes à carreira pretendida. 

Sobre o concurso

A expectativa é que o edital do Senado Federal tenha o provimento de 40 vagas para cargos de Advogado, Analista e Técnico. De acordo com o documento divulgado, também em outubro, as oportunidades serão divididas da seguinte maneira:

  • Técnico Legislativo, Nível II, padrão 21, na especialidade Policial Legislativo, com requisito de escolaridade de nível médio: 24 vagas;
  • Advogado, Nível III, padrão 41, na especialidade Advocacia, com requisito de escolaridade de nível superior: 4 vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Administração, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Arquivologia, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Assistência Social, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Contabilidade, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Enfermagem, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Informática Legislativa, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Processo Legislativo, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 vagas;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Registro e Redação Parlamentar, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia do Trabalho, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga;
  • Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 vaga.

Clique aqui para ver o documento com informações do concurso público do Senado Federal na íntegra.

Requisito e remunerações dos cargos

Para concorrer a uma das vagas é necessário que o candidato:

  • Advogado (inicial de R$ 32 mil)
    • Diploma de conclusão de nível superior em Direito, além de inscrição, como Advogado, na Ordem dos Advogados do Brasil.
  • Analista Legislativo (R$ 25,8 mil)
    • Formação em nível superior, com diploma especializado na área de atuação desejada.
  • Técnico Legislativo (R$ 19,4 mil)
    • Formação de nível médio ou curso técnico, de acordo com a área especializada.
Inicie já a sua preparação para o concurso! Agende uma conversa gratuita com um professor orientador da LS. 

Compartilhe: