Central de Notícias

NOTÍCIAS

Concurso TJ SP: ato que encerrou o prazo de validade do último edital está suspenso

12/03/2021

Atenção, concurseiros! A Secretaria de Gestão de Pessoas do Tribunal de Justiça de São Paulo publicou um comunicado que suspende o ato que encerrou a validade do concurso TJ SP (2017) com vagas para a carreira de Escrevente na capital e na região de Campinas.

Sendo assim, de acordo com as informações, a nova seleção do Tribunal com vagas para a carreira fica na dependência de uma decisão final sobre a suspensão do último edital. Vale lembrar que a banca Vunesp informou que o novo certame seria publicado ainda no primeiro semestre.

A suspensão se deu devido à decisão judicial em mandado de segurança. Segundo as informações, o órgão já recorreu e uma resposta deve sair tão logo for decidida definitivamente.

Relembre o ato de encerramento

Em despacho publicado no dia 1° de fevereiro de 2021, a presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo encerrou o prazo de validade do concurso TJ SP com vagas para Escrevente Técnico Judiciário nas 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias. 

De acordo com o documento, o mandatário do Tribunal de Justiça de São Paulo declarou a expiração das listas válidas, sendo assim, as 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias não mais podem prover seus cargos vagos com candidatos aprovados na última seleção. 

Vale lembrar que, até o final de 2020, segundo as informações, o TJ SP somava mais de 5,6 mil cargos vagos.

Novo concurso

Segundo o superintendente de planejamento da Fundação Vunesp, Henrique Luiz Monteiro, o edital do Tribunal de Justiça de São Paulo com vagas para Escrevente Técnico Judiciário poderá ser divulgado no primeiro semestre do ano. 

Além disso, a previsão é que as provas ocorram até meados de junho. “Não é garantido, mas o pessoal pode ir estudando porque o concurso para o TJ SP está ‘quente’”, revelou Monteiro.

O número de vagas ainda não foi oficialmente confirmado, mas segundo o superintendente, o quantitativo será grande. A oferta será para Comarca da Capital e nas Circunscrições Judiciárias que compõem a 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias do Estado.

“Vai ser um concurso muito grande, com número de vagas bastante generoso. Quem é do ramo, sabe que vale a pena. Podem ir se preparando porque o TJ não está com a restrição do Estado. Deve acontecer sim. As tratativas estão bem adiantadas”, garantiu.

Em relação a mudanças no edital, Monteiro afirmou que o TJ SP tem um estilo conservador e não deve trazer novidades em relação ao último documento publicado. A carreira de Escrevente Técnico exige formação em nível médio.

Um aditivo do contrato entre o Tribunal de Justiça de São Paulo e a banca organizadora Fundação Vunesp foi divulgado nesta quarta-feira, dia 3, no Diário de Justiça de São Paulo.

O documento traz uma alteração no valor que deve ser cobrado na taxa de inscrição dos concursos do TJ SP com vagas para nível médio. Segundo a publicação, o novo valor para candidatura será de R$ 79. O termo aditivo que modifica as taxas de inscrição foi assinado no dia 25 de fevereiro deste ano.

Vale lembrar que, diferente de contratações com outros órgãos, o Tribunal de Justiça de São Paulo assinou um contrato com a Vunesp por um determinado período de tempo, em que a empresa seria responsável pelas seleções do órgão.

O contrato foi assinado em 2017 com vigência de anos, em razão disso, a banca Vunesp será a próxima organizadora do concurso TJ SP, caso previsão seja cumprida e o edital para Escrevente Técnico seja divulgado em junho, conforme falas do presidente da instituição.

Relembre o último concurso

O último certame para o provimento de vagas para o TJ SP das 1ª e 4ª Regiões Administrativas Judiciárias teve o edital publicado em março de 2017. A seleção contou com 590 vagas imediatas, além da formação de cadastro de reserva, para Escrevente Técnico Judiciário.

A banca responsável pelo edital TJ SP foi a Vunesp e as provas foram realizadas em duas fases:

  • Provas objetivas;
  • Teste prático de digitação.

Confira os blocos de conteúdos cobrados na prova:

  • Bloco I
    • Português (24 questões)
      • Análise, compreensão e interpretação de diversos tipos de textos verbais, não verbais, literários e não literários;
      • Informações literais e inferências possíveis;
      • Ponto de vista do autor;
      • Estruturação do texto: relações entre ideias; recursos de coesão;
      • Significação contextual de palavras e expressões;
      • Sinônimos e antônimos;
      • Sentido próprio e figurado das palavras;
      • Classes de palavras: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem: substantivo, adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção;
      • Concordância verbal e nominal;
      • Regência verbal e nominal;
      • Colocação pronominal;
      • Crase;
      • Pontuação.
  • Bloco II
    • Conhecimentos em Direito (40 questões)
      • Penal;
      • Processual Penal;
      • Processual Civil;
      • Constitucional;
      • Administrativo;
      • Normas Da Corregedoria Geral da Justiça.
  • Bloco III
  • Atualidades e Estatuto da Pessoa com Deficiência (com 6 questões):
    • Questões relacionadas a fatos políticos, econômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais, ocorridos a partir do 2.° semestre de 2016, divulgados na mídia local e/ou nacional.
    • Estatuto da Pessoa com Deficiência
  • Matemática (06) questões:
    • Operações com números reais.
    • Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum.
    • Razão e proporção.
    • Porcentagem.
    • Regra de três simples e composta.
    • Média aritmética simples e ponderada.
    • Juros simples.
    • Equação do 1.º e 2.º graus.
    • Sistema de equações do 1.º grau.
    • Relação entre grandezas: tabelas e gráficos.
    • Sistemas de medidas usuais.
    • Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras.
    • Resolução de situações-problema.
  • Informática
    • MS-Windows 10;
    • MS Word 2016;
    • MS Excel 2016;
    • Correio Eletrônico.
  • Raciocínio Lógico
    • Visa avaliar a habilidade do candidato em entender a estrutura lógica das relações arbitrárias entre pessoas, lugares, coisas, eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar as condições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Visa também avaliar se o candidato identifica as regularidades de uma sequência, numérica ou figural, de modo a indicar qual é o elemento de uma dada posição. As questões desta prova poderão tratar das seguintes áreas: estruturas lógicas, lógicas de argumentação, diagramas lógicos, sequências.

Para mais informações, clique aqui.

Projeto LS cuida de você

Sabemos que para obter uma boa preparação não adianta possuir apenas a parte técnica e a dedicação. Precisamos ter um cuidado especial com a nossa mente e com o nosso corpo. Combinar boas horas de sono, uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas será o seu diferencial.

 Pensando nisso, a LS criou o mais novo programa que irá aumentar a sua performance em todas as áreas da sua vida!

 Apresentamos o projeto “LS CUIDA DE VOCÊ”.

 A iniciativa tem como objetivo apoiar os alunos nas principais áreas da sua vida para que possam obter uma alta performance durante a sua preparação para o concurso público almejado.

A nossa missão não é somente aprovar o concurseiro, mas também cuidar dele até a hora da prova.

Nossa equipe é formada por especialistas (Psicóloga, Educador Físico e Nutricionista) que acompanharão semanalmente, de forma gratuita, todos os alunos da LS.

Clique aqui para mais informações.

Inicie já a sua preparação! Agende uma conversa gratuita com um professor orientador da LS.

Compartilhe: