Central de Notícias

NOTÍCIAS

Polícia Federal: corporação conta como será concurso com 1,5 mil vagas

01/01/2021

Boas notícias, concurseiros! Em entrevista exclusiva ao Jornal Metrópoles, a diretora de Gestão de Pessoas da Polícia Federal, delegada Cecília Silva Franco, divulgou detalhes sobre o novo concurso da PF com 1,5 mil vagas.

Segundo Franco, o edital será publicado em janeiro e as provas da seleção estão previstas para serem aplicadas em março de 2021. Ainda em sua fala, a delegada informou que a corporação quer celeridade no processo para que, em agosto, os aprovados já ingressem na academia e o provimento dos cargos ocorra até dia 31 de dezembro de 2021. A expectativa é que excedentes também sejam chamados.

Vale lembrar que esse é o segundo maior concurso já realizado pela Polícia Federal. De acordo com o Jornal Metrópoles, ao final do processo, a PF contará com o maior efetivo de sua história, podendo ultrapassar a marca de 12 mil policiais.

Pandemia

Uma das maiores preocupações dos candidatos, atualmente, é a pandemia do novo Covid-19, que suspendeu diversos concursos nacionais por tempo indeterminado. No entanto, a Polícia Federal acredita que a atual situação não vai influenciar o processo de seleção. 

“A responsabilidade de toda organização do concurso é da banca contratada. A parte que a PF atua é na fiscalização e segurança em etapas; o candidato vai ver equipes ostensivas da corporação”, disse Franco ao Metrópoles.

A Delegada informou ainda que o planejamento de biossegurança está previsto no projeto básico da seleção e que a banca organizadora (Cebraspe) irá tomar todas as providências, de acordo com a legislação vigente.

Redução do prazo

O concurso da PF conta com provas objetiva e discursiva, teste de aptidão física, psicológica, exames médicos, prova oral e títulos para delegado, e prova de digitação para escrivão.

Segundo a diretora de Gestão, o objetivo da Polícia Federal é realizar a primeira etapa da seleção já no primeiro semestre de 2021, para que os alunos ingressem no curso de formação – que tem duração de 10 semanas e é realizado na Academia Nacional de Polícia (ANP), em agosto.

“Fizemos um pedido ao Ministério da Economia solicitando a redução do prazo para dois meses após a publicação do edital. Ainda não obtivemos uma resposta formal, mas já sinalizaram de forma positiva para a nossa demanda”, explicou a delegada ao Jornal Metrópoles.

Edital

Ainda em sua fala, Franco explicou que as adequações no edital da corporação são realizadas pela própria Polícia Federal entre um certame e outro. Ela afirma que a PF alcançou um formato de seleção mais próximo do que entende como ideal. Por isso, o candidato que pretende fazer o novo concurso não deve esperar surpresas.

“Com o contrato (com o Cebraspe) assinado, começamos a trabalhar o edital com a banca organizadora. Esse processo é relativamente simples, porque, à medida que terminamos um edital e os candidatos passam para outras fases do certame, já começamos a trabalhar na seleção seguinte. Conseguimos dizer o que precisa, eventualmente, modificar”, contou a diretora ao Jornal Metrópoles.

Segundo a delegada, as adequações no documento são feitas com base nos feedbacks dados pelas unidades que receberam os novos policiais. Quando questionada sobre uma possível inclusão de inglês no edital, Franco é enfática ao dizer que não há qualquer possibilidade de incluir a disciplina no conteúdo programático.

“Com relação à inclusão de inglês no edital, não há qualquer possibilidade de ocorrer. Estamos, inclusive, com um projeto em tramitação para fornecer curso de inglês aos nossos servidores. Com relação à legislação, já está previsto no contrato que é obrigação da banca atualizar o conteúdo, de acordo com a lei vigente”, esclareceu a delegada ao Metrópoles.

Provas no mesmo dia

A informação repassada é que todas as provas serão realizadas no mesmo dia, sendo assim, só será possível realizar inscrição para um cargo. No entanto, caso houver duas inscrições para o mesmo candidato, será validada apenas a última manifestação.

“Abrir para mais opções é sempre um prejuízo muito grande – inclusive na formação dos candidatos, há recurso empregado na manutenção de cada um na academia. Como muitas pessoas fazem mais de um curso e precisam, ao final, optar por um cargo, não conseguimos preencher as vagas do concurso. Gera prejuízo tanto para a instituição quanto para outros candidatos”, explicou Franco ao jornal.

Etapa TAF

Mesmo com a pandemia e o alto número de candidatos, a PF destaca que etapas como a natação não poderão ser retiradas de cronograma, mesmo com ambientes fechados em algumas localidades.

“Várias das etapas do concurso estão em fase de revisão. Ainda não concluímos. É sabido, por exemplo, que a fase de avaliação psicológica é muito judicializada e tudo que é muito judicializado a gente para para rever, entender porque acontece, se é algo que precisa melhorar ou manter, mudar, adequar”, disse a delegada ao jornal.

Segundo o Metrópoles, outro ponto que constantemente chega à Justiça é a seleção de pessoas com deficiência. A Polícia Federal se comprometeu a deixar as condições necessárias mais claras e objetivas no edital.

Cargos administrativos

Segundo a delegada, é necessário atualizar o quantitativo de vagas para as carreiras administrativas. A previsão é que o número aumente. “A cada dia que passa, alguém se aposenta ou sai. Para esse último concurso policial, por exemplo, temos vários servidores administrativos que entraram para a carreira policial. São vários novos códigos de vagas liberadas desde que fizemos o pedido, no ano passado. A intenção é reiterar o pedido até maio”.

Cotas

Uma das grandes alterações no novo edital da Polícia Federal é a possibilidade de o candidato que optar por concorrer por meio de cotas raciais, mas ser desclassificado pela banca, migrar para as vagas de ampla concorrência.

“Antes, se o candidato não fosse considerado negro, ele era eliminado do concurso, independentemente da nota alcançada na prova. Agora, vai poder mudar de classificação; em muitos casos, acabava sendo uma injustiça, porque a pessoa poderia ser a primeira colocada, mas não conseguia participar das demais etapas”, pontuou a delegada.

Tecnologia e organização criminosa

A diretora de Gestão de Pessoas da Polícia Federal ressaltou durante a entrevista ao Jornal Metrópoles que o efetivo da PF, como um todo, está aquém do necessário pela gama de atribuições as quais a corporação desempenha.

A delegada informou que o objetivo é reforçar os quadros, para agir de maneira ainda mais aprimorada, sempre com foco no uso da tecnologia e na qualificação dos policiais, para combater o crime organizado.

Para conferir a matéria do Jornal Metrópoles, clique aqui.

Concurso oficialmente autorizado

A autorização do novo concurso da Polícia Federal foi divulgada no final de 2020. Segundo o texto, o diretor-geral da polícia federal autoriza a realização de concurso público para provimento dos cargos do quadro de pessoal da PF.

De acordo com o documento, o certame terá o provimento de:

  • I – 123 (cento e vinte e três) cargos de delegado de polícia federal;
  • II – 400 (quatrocentos) cargos de escrivão de polícia federal; 
  • III – 84 (oitenta e quatro) cargos de papiloscopista policial federal; e
  • IV – 893 (oitocentos e noventa e três) cargos de agente de polícia federal. 

Ainda segundo a autorização, o prazo para a publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação desta portaria.

Clique aqui para conferir a portaria na íntegra.

Projeto LS cuida de você

Sabemos que para obter uma boa preparação não adianta possuir apenas a parte técnica e a dedicação. Precisamos ter um cuidado especial com a nossa mente e com o nosso corpo. Combinar boas horas de sono, uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas será o seu diferencial.

Pensando nisso, a LS criou o mais novo programa que irá aumentar a sua performance em todas as áreas da sua vida!

Apresentamos o projeto “LS CUIDA DE VOCÊ”.

A iniciativa tem como objetivo apoiar os alunos nas principais áreas da sua vida para que possam obter uma alta performance durante a sua preparação para o concurso público almejado.

A nossa missão não é somente aprovar o concurseiro, mas também cuidar dele até a hora da prova.

Nossa equipe é formada por especialistas (Psicóloga, Educador Físico e Nutricionista) que acompanharão semanalmente, de forma gratuita, todos os alunos da LS.

Clique aqui para mais informações.

Inicie já a sua preparação! Agende uma conversa gratuita com um professor orientador da LS.

Compartilhe: