Central de Notícias

NOTÍCIAS

PRF: Diretor considera quadro de servidores insuficiente e luta por edital

05/02/2020

Atenção concurseiros! De acordo com o chefe da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Furtado, o quadro de servidores da corporação é insuficiente e esse cenário faz com que a luta por novos concursos permaneça. 

Segundo Furtado, a realização de novos certames é uma busca que a PRF tem feito e que pretende, com isso, aprimorar o seu efetivo. A fala do diretor destaca que, atualmente, não é possível dizer que o efetivo da corporação é suficiente, pois há um déficit de pessoal que atrapalha as atividades.

Além de aprimorar o efetivo da Polícia Rodoviária Federal com novas contratações, o diretor-geral comentou ainda sobre o investimento em tecnologia que a corporação está realizando. De acordo com Furtado, todas as medidas visam amenizar a situação atual da PRF. 

Outro assunto destacado pelo diretor-geral foi a respeito da desburocratização que está inserida no contexto da melhoria do efetivo. Isso inclui um foco maior em inovação, investimento em novas tecnologias e aprimorar o processo de informação. 

FenaPRF também luta por novos concursos

Quem também está lutando para a realização do concurso da PRF é a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais. Segundo o diretor de comunicação da FenaPRF, Raphael Casotti, o novo concurso é uma necessidade constante e, de acordo com o diretor, a sociedade brasileira será a maior beneficiada com as novas contratações.

Casotti revelou que, por lei, a PRF pode ter até 13.098 policiais em atividade no país. E ainda citou que uma das maiores preocupações são o número de servidores que podem entrar com pedido de aposentadoria neste período do ano.

Federação luta por concursos anuais

Vale lembrar que em 2019, um dos objetivos da FenaPRF era a realização de concursos para a Polícia Rodoviária Federal todos os anos. De acordo com o presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, a federação está lutando para que a promessa do atual governo se cumpra e a corporação possa realizar concursos anuais da Polícia Rodoviária Federal com 1.000 vagas.

Segundo Carniel, o objetivo é preencher a carência e chegar ao número de 13.098 policiais rodoviários federais, até o fim do governo Bolsonaro, no ano de 2022. Para que isso seja possível, seria necessário a realização de concursos todos os anos com 1.000 oportunidades cada. 

O representante da categoria informou que atualmente a PRF encontra-se com quase 10 mil vagas preenchidas. Portanto, os novos servidores seriam fundamentais na luta para combater o déficit de policiais da corporação.

Para mais informações, clique neste link.

Certame para nível médio

No final de 2019, foi confirmado pela Assessoria de Imprensa da corporação, que a Polícia Rodoviária solicitou ao Ministério da Economia a realização de um novo concurso público para o provimento de vagas para a carreira de Agente Administrativo.

O cargo exige formação em nível médio e sua remuneração inicial pode chegar aos R$ 4,2 mil. Ao todo, foram solicitadas 4.435 oportunidades para novos concursos gerais da PRF, destas vagas, 4.360 foram para o cargo de Policial Rodoviário Federal e 75 são para a carreira de Agente Administrativo. 

De acordo com as informações, o certame ainda está em processo de análise. Clique aqui e leia mais.

Inicie já a sua preparação para o concurso! Agende uma conversa gratuita com um professor orientador da LS. 

Compartilhe: